V de Vingança

Rashid

Cada Iraque tem seu Éden, e cada Éden tem sue Iraque
Medem vidas como crack, e vendem, fedem, pois culpam as Farcs
E talibãs quando resolvem fazer saques
E paques de AK47 e revolta de internet, que não cumpre o que promete
Reverte-se a noiz, remete que é como um boomerang
Porque quem da sangue, vai receber sangue
Alcoóis, a cada três pessoas tem quatro
Por isso rosno, se alguém olha pro meu Prato
Nosso valor no mercado é barato
Só que, caro é pago só quando se vendia alma
E não se lia letra miúda no contrato
A chibata impulsiona o relato, pelo fato
Da verdade ter sido encontrada, abandonada
Na porta de um orfanato, cato cada gato e trato contato
Marco vidas como tatoos, dane-se quem vive pelo status,
As crianças de hoje são retratos, do que o homem tem feito,
Desde que distinguiu os fortes dos fracos
Cê acha que o mundo é só sexo, violência e decadência crua
Saiba que tudo isso é culpa sua,
Sorria cê ta sendo filmado pelas rua,
Irmãozinho a saga continua, mas muitos param no meio do caminho,
Porque plano sem ação é tão fatal,
Quanto ir pra guerra com espingarda de chumbinho
A historia conta, que há sangue no podio
Mania da humanidade de abastecer o progresso, a ódio
Passa mais um episodio e o povo sem terra, vista
Agora pegue seus ingressos , sua pipoca e assista
Assusta eu sei, é tipo lista de Schindler
Novo mais sem surpresa, estilo kinder ovo (hein?!)
La em Esparta 300 fizeram a diferença
Noiz somos muito mais que isso, agora pare e pensa

Vai, volta, vida, poça, vida, voga, vinda, v de vingança (4x)

41 reproducciones
Ver más fotos
Canciones
Top canciones
Escuchando ahora oyentes
    Artistas
    Estilos Musicales
    Destacados
    Destacados Más Recientes
    Más