Acabou

Projota

É, nega
Tava mexendo na gaveta
Achei seu brinco de argola
E aquela presilha preta
Maldita presilha preta que me fez lembrar
Tava arrumando a minha vida
Mas tô doido pro cê bagunçar

Mó jeito de menina moça
Volta a fazer o meu feijão
Que agora eu prometo que lavo a louça pra você
Pra tudo ficar bem
Pra tudo ficar zen
Pra tu não ficar sem me chamar de "meu bem"

Eu ficava te olhando na pista
99% de perfeição
Só faltou ser santista
Eu sei que eu sou mala sem alça
Só que você também às vezes
É mais folgada que as minhas calças, pô
A culpa não é minha nem é sua
Sem problema
Já que é rap
Vamo por a culpa no sistema

Não deve haver rancor
Onde já se teve amor
Então jura que cê rega todo dia a flor
Que eu te dei

Foi bom enquanto durou
E durou enquanto tava sendo bom
Mas acabou
Desculpa aí, mas acabou
Seu nego não tá mais debaixo do seu edredom

É, fia
Foi bom enquanto durou
E durou enquanto tava sendo bom
Mas acabou
Desculpa aí, mas acabou
Seu nego não tá mais debaixo do seu edredom

A gente nunca teve a música só nossa
Daquela que toca
Faz lembrar
E te deixa na fossa
Mas agora vários "casal" vão curtir esse som
Porque cê não me rendeu um casamento
Mas tá me rendendo um rap bom

É, fia
Tu virou letra de rap
Imortalizada pela minha voz entre os clap
E tô no mesmo CEP
Quando você quiser me procurar
Mas não garanto nada
Se já não vô tá acompanhado por lá

Daí cê vai bater na porta pra dizer
Que me ama, que me quer
Mas outra mina que vai te atender
Cê vai me ver vindo lá no escuro
Vou abraçar ela por trás e vou dizer:
"Hoje não tem pão duro"

Não é que eu quero que se saiba o que vai ser
Só quero que cê saiba que vai ser
Da hora quando a gente tiver junto, fia
Quando se me vê dizer
Que não vai mais me ver e vai sofrer
Não vem tentar mudar de assunto, firmão?

Foi bom enquanto durou
E durou enquanto tava sendo bom
Mas acabou
Desculpa aí, mas acabou
Seu nego não tá mais debaixo do seu edredom

É, fia
Foi bom enquanto durou
E durou enquanto tava sendo bom
Mas acabou
Desculpa aí, mas acabou
Seu nego não tá mais debaixo do seu edredom

Vivi por vinte anos sem saber que cê existia
Mas depois de perder você
É difícil viver por vinte "dia"
Agora quem vai me trazer paz e sossego?
Quem vai deixar de lado o Projota pra me chamar de "meu nego"?

Eu no melhor estilo vagabundo
Sou muito preguiçoso pra ir ver se tem alguém melhor no mundo
As outras minas fica put*
Porque você ganhou a luta delas mesmo sem nem ter entrado na disputa

Mas cê ta sempre complicando
Pra se envolver contigo
O cara tem que ter coração de corinthiano
Sofredor
De sentimento "socredor"
Se cê não quer, falô!
To saindo, já vô

Levo na mala minhas roupas
E nossas fotos de recordação
Me arranja aí R$2,30 pra condução
E eu queria terminar com a rima mais pesada
Mas se eu não posso dizer que eu te amo
Eu prefiro não dizer nada

Foi bom enquanto durou
E durou enquanto tava sendo bom
Mas acabou
Desculpa aí, mas acabou
Seu nego não tá mas debaixo do seu edredom

É, fia
Foi bom enquanto durou
E durou enquanto tava sendo bom
Mas acabou, desculpa aí mas acabou
Seu nego não tá mais debaixo do seu edredom

Composición: Projota · Ese no és el compositor? Avisenos.
Añadido por Pedro
1.617 reproducciones
Ver más fotos
Canciones
Top canciones
Escuchando ahora oyentes
    Artistas
    Estilos Musicales
    Destacados
    Destacados Más Recientes
    Más