Tome no Abdômen

Conrado e Aleksandro

reproducciones 81

Muié que não dá voa
As voa o super homem come
É o pó da bagaça, é viola e cachaça
As que sobra pra nóis, nóis já pega e abraça
E tome no abdômen

Eu não aguento mais 200 anos desse jeito
Churrasco, viola, cachaça no peito, esse é meio defeito
Eu gosto demais
O trem tá bom demais, ai meu Deus, mas tá uma beleza
Mulherada tá louca subindo na mesa
Arrancando a roupa e nóis doido atrás

Mas se acaso, a polícia chegar e desligar nosso som
Nóis já pega a sanfona o pandeiro e o violão
Faz a roda, enche a cara e começa a cantar

Muié que não dá voa
As voa o super homem come
É o pó da bagaça, é viola e cachaça
As que sobra pra nóis, nóis já pega e abraça
E tome no abdômen

Muié que não dá voa
As voa o super homem come
É o pó da bagaça, é viola e cachaça
As que sobra pra nóis, nóis já pega e abraça
E tome no abdômen

Eu não aguento mais 200 anos desse jeito
Churrasco, viola, cachaça no peito, esse é meio defeito
Eu gosto demais
O trem tá bom demais, ai meu Deus, mas tá uma beleza
Mulherada tá louca subindo na mesa
Arrancando a roupa e nóis doido atrás

Mas se acaso a polícia chegar e desligar nosso som
Nóis já pega a sanfona o pandeiro e o violão
Faz a roda, enche a cara e começa a cantar

Muié que não dá voa
As voa o super homem come
É o pó da bagaça, é viola e cachaça
As que sobra pra nóis, nóis já pega e abraça
E tome no abdômen

Muié que não dá voa
As voa o super homem come
É o pó da bagaça, é viola e cachaça
As que sobra pra nóis, nóis já pega e abraça
E tome no abdômen

Muié que não dá voa
As voa o super homem come
É o pó da bagaça, é viola e cachaça
As que sobra pra nóis, nóis já pega e abraça
E tome, tome, tome

Muié que não dá voa
As voa o super homem come
É o pó da bagaça, é viola e cachaça
As que sobra pra nóis, nóis já pega e abraça
E tome no abdômen
E tome no abdômen

Terra Música
feedback