Homem Sem Alma

Dengaz

reproducciones 258

Mais um dia que não me traz nada,
Só mais uma noite que me deixa mais calmo,
Tou na merda mas ninguém vê nada,
O mundo tá a dormir e eu por dentro não paro,
Não fales, não olhes, não toques, não penses que eu não to cá.

Fui tentar saber quem sou, ninguém me disse nada
Quero bazar daqui, mas agora não dá.
Olha só como ela é tão gira,
Olha como é lindo como o mundo gira,
Men, não me tás a entender,
Não consigo ver beleza em nada, em mim só tenho ira.

Não apareças, não quero ver pessoas, não finjas, eu não tou na boa,
Não tou no mundo, não tou na tua, não tou no palco, não tou na rua, não tou no mundo.
Tou sentado, tou sem teto, tou sentado aqui perto, á espera que isto mude sem eu fazer nada em concreto.

E ya quero curtir, ya quero bulir,
Ya quero tudo mas não consigo,
Então me digas que eu não tenho o que não é preciso,
Ya não tenho pica pra nada, sou um bicho.

Sou eu a falsa calma, um lugar vazio na cama sou eu só uma sucata, na rua sou homem sem alma,
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.

Sou eu a falsa calma, um lugar vazio na cama sou eu só uma sucata, na rua sou homem sem alma,
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.

Tou deitado na cama á 4 horas a tentar dormir, mas ainda não vai ser agora,
Fecho os olhos e volto pro lugar onde eu não quero estar, mas não consigo ir embora,
Alguém me ajude, esta merda não sou eu
Alguma coisa me tirou a força que a vida me deu,
Alguém me leve pra um sitio onde eu ache que nunca tive,
Foda-se, o gajo enloqueceu.

Tou com o people todo á minha volta,
Fora do meu corpo, vejo tudo á minha roda,
Tou de fora, bora, quero ir embora, men,
Mais nada me importa
Achas que eu quero ser companhia pra ti

Eu sou o herói, eu sou uma estrela assim, sou só o fim
Não me drogo, nao bebo, mas dava jeito eu contra o meu pensamento,
Men nada feito, muita gente, muita luz e não sei onde é que pus, a força de viver
E o amor no peito
Eles gritam, pisam-te e dizem-te que és o melhor do mundo,
Eles não entendem, paz agora era tudo.

Então, onde é que tás?
Onde é que vais?
Sei lá como, mas vem cá salvar-me.
Eu sei que vens, mas vem mais, porque até chegares eu não tou cá.
Onde é que tás?
Onde é que vais?
Sei lá como, mas vem cá salvar-me.
Eu sei que vens, mas vem mais porque até chegares eu não tou cá

Sou eu a falsa calma, um lugar vazio na cama sou eu só uma sucata, na rua sou homem sem alma,
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.

Sou eu a falsa calma, um lugar vazio na cama sou eu só uma sucata, na rua sou homem sem alma,
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.

Quando tás assim mano, entendo o que sentes,
Quando me dizes que está tudo bem, quando mentes,
Quantos como tu, quantos comem como tu
Aquilo que sentem e não aguentam e não vencem.

Tá na hora de bazar, eu bazei
E por tudo o que passaste, eu parei e pisei,
Por tudo o que eu passei, eu parei e pensei,
Foda-se, olha no que me tornei.

Nunca mais quero voltar mas o perigo é eminente, e eu vou ter que lutar
Para poder ver o bem que tu me fazes,
A luz que tu me trazes,
Tu és o meu lugar

Já chega de tar aqui, eu não sou assim,
Eles não acreditam pensam que esta merda é farsa,
Pára e olha pra mim,
Vê que eu não tou aqui, só quero ir pra casa.

Sou eu a falsa calma, um lugar vazio na cama sou eu só uma sucata, na rua sou homem sem alma,
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.

Sou eu a falsa calma, um lugar vazio na cama sou eu só uma sucata, na rua sou homem sem alma,
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.
Sou só homem sem alma e quero voltar para casa.

Terra Música
feedback